terça-feira, 21 de novembro de 2017

CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO - REVISTA GUAVIRA LETRAS

ISSN 1980-1858



A GUAVIRA LETRAS, revista do Programa de Mestrado e Doutorado em Letras da UFMS, Câmpus de Três Lagoas, faz chamada para seu número 27 do 1º semestre de 2018.
Confira abaixo: 



CHAMADA Nº 27 (JANEIRO/ABRIL DE 2018) - DOSSIÊ: REPRESENTAÇÕES DO RELIGIOSO NA LITERATURA E NO CINEMA
CHAMADA Nº 27 (Janeiro/Abril de 2018)

Prazo para submissão: 10 de janeiro de 2018
As submissões devem ser feitas pelo portal da GUAVIRA LETRAS, em <www.guaviraletras.ufms.br >.
E-mail para contato: guavira.letras.ufms@gmail.com
Editores Responsáveis:
Rauer Ribeiro Rodrigues (UFMS)
Luciano Tosta (University of Kansas, EUA)
Título do Dossiê: Representações do religioso na literatura e no cinema
Tema: Literatura / Cinema / Religiosidade
Ementa:
A religião é um dos elementos primordiais da maioria das sociedades. Como tal, representações de religiosidade sempre marcaram os textos literários. Há vários estudos sobre a representação da religião na obra de escritores brasileiros, tais como Jorge Amado, Machado de Assis, Luiz Vilela e Adélia Prado, assim como no trabalho de escritores de outras nacionalidades, como Emily Dickinson, Franz Kafka, Aldous Huxley, Dostoiévski, Thomas Mann e Ítalo Calvino. Da mesma forma, é comum analisar-se aspectos literários de textos sagrados como a Bíblia. A proposta deste Dossiê e reunir artigos que explorem representações do religioso na literatura e no cinema, assim como estudos de cunho literário de textos religiosos.
Abordagens:
O sagrado
Sincretismo religioso
Religião e colonialismo
Religião e nação
Religião e (ideologia de) gênero
Representações de Deus(es)
Religião e tabu
As sagradas escrituras (Bíblia, Torá, Alcorão, etc)
Religiosidades indígenas
Fé e preconceito

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE REUNIÃO DO GPLV

CONVOCAÇÃO

Ficam convocados os integrantes do Grupo de Pesquisa Literatura e Vida, GPLV, e convidados os demais interessados, para reunião do GPLV, no dia 11 de novembro, sábado, no Câmpus 1 da UFMS de Três Lagoas, das 9h às 12h, para discutirem e deliberarem sobre a seguinte pauta:
1.     Informes;
2.   Avaliação 2017;
3.   Planejamento 2018.

Três Lagoas, 04 de novembro de 2017.
Rauer Ribeiro Rodrigues/Líder do GPLV
Eunice Prudenciano de Souza/Co-Líder do GPLV

terça-feira, 10 de outubro de 2017

CRE de Corumbá destaca Simpósio com o GPLV

http://crecorumba.blogspot.com.br/2017/10/simposio-escrita-feminina-debateu-sobre.html

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Simpósio “A Escrita Feminina” debateu sobre representações da voz feminina na literatura

O início do mês de outubro foi marcante em Corumbá, pois nos dias 5, 6 e 7 de outubro, o Curso de Letras do Câmpus do Pantanal, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e a Coordenadoria Regional de Educação de Corumbá (CRE-3), em parceria com o Grupo de Pesquisa Literatura e Vida (GPLV), realizaram o Simpósio A Escrita Feminina, cujo objetivo, alcançado por sinal, foi traçar uma visão de como a voz feminina é representada em poemas, romances, contos, novelas e crônicas de autoria feminina.
Simpósio A Escrita Feminina foi realizado no Anfiteatro Salomão Baruki

 O evento contemplou discussões sobre autoras brasileiras e de outras nacionalidades, contemporâneas ou não, que abordaram os seguintes eixos temáticos: as relações entre gênero, alteridade e poder; a literatura infantil, literatura juvenil e relações de gênero; as representações do feminino em narrativas curtas; a enunciação feminina e a identidade feminina; a  violência e o corpo feminino; a  BNCC e a escrita feminina; a literatura de autoria feminina e a representação do feminino nas narrativas curtas; a enunciação feminina; as representações do feminino na literatura latino-americana de autoria feminina.
Alunos do AJA da Escola Estadual Carlos de Castro Brasil
realizaram apresentação de pôsteres no evento
O Simpósio A Escrita Feminina foi coordenado pelos professores Rauer Ribeiro Rodrigues, docente da UFMS e Líder do GPLV, Pedro Rodrigues de Miranda e Luciene Lemos de Campos, da CRE-3. As equipes de apoio foram formadas por alunos das duas habilitações em Letras do CPAN, por membros do GPLV e por membros da CRE-3.


Palestras sobre o tema por especialistas convidados também fizeram parte da programação, bem como sessões de comunicação para estudos em andamento por graduandos, pós-graduandos, egressos e acadêmicos e oficinas de estratégias em sala de aula sobre os eixos temáticos propostos.
Participaram do Simpósio professores das redes de ensino de Corumbá e Ladário, professores-formadores da CRE-3, egressos dos cursos de Letras e de outras habilitações, pós-graduandos e acadêmicos em geral. Imersos na clave da escrita feminina, os participantes tiveram a oportunidade de discutir literatura, educação, feminismo, gênero, teoria literária, história, empoderamento, dentre outras temáticas.
Embora o termo “escrita feminina” seja passível de questionamentos teóricos, o estudo da literatura escrita por mulheres, assim como outros recortes possíveis, possibilitou a análise e interpretação de grupos que normalmente não compõem o cânone literário, ampliando assim o registro das possibilidades linguísticas e de representação literária, confrontando-os com o cânone tradicional, de modo a enriquecê-lo, ampliá-lo ou eventualmente  configurá-lo.
Simpósio foi coordenado pela Prof ªLuciene Lemos de Campos, 
da CRE-3 e Profº Rauer Rodrigues, da UFMS (foto ao lado)


















Além do aspecto historiográfico, intrínseco ao campo literário ou de âmbito história geral, tais estudos, e no caso o da literatura escrita por mulheres, foi possível ampliar as vozes sociais que dialogam na polis hoje interconectada. Similares a essa, muitas têm sido ― e não é de hoje ― as iniciativas nas grandes universidades brasileiras ou nos centros universitários dos países europeus ou da América do Norte. Em nossa região, tais estudos não têm tradição, embora já tenham ocorrido encontros esporádicos. Esses encontros, todavia, pouco se voltaram para a área da literatura, circunscrevendo-se à história e à educação.
Acrescente-se que também na graduação, no CPAN, tem havido incremento na leitura de produções femininas. De tal modo que o evento se mostrou necessário por não ter precursores, e por se inserir em um esforço que ora se desenvolve na pós-graduação e na graduação na UFMS.
Uma das atividades executadas durante o Seminário
foi  Debate de Projetos de Pós.doutorado

A equipe organizadora contou com a participação além dos professores Rauer e Luciene, com a Profa. Eunice Prudenciano de Souza (GPLV); a Mestranda Érica Oliveira Gonçalves (Profletras UEMS CG); a Mestranda Nathalia Soares Fontes (Educação CPAN / UFMS); a Mestranda Natália Tano Portela (Letras CPTL/UFMS); e o Prof. Drndo Pedro Rodrigues Miranda (CRE-3 / SED-MS) e Renato Baltazar (CRE-3) . Participam ainda da equipe organizadora diversos outros integrantes do GPLV, tais como a mestre Juliana Claudia Teixeira Borges Gomes Amorim e os doutorandos Maisa Barbosa da Silva Cordeiro, Ronaldo Vinagre Franjotti e Marcos Rogério Heck Dorneles, além de professores formadores da CRE-3.

 Certificados e outras informações sobre o Simpósio:   (https://simposioescritafeminina.blogspot.com.br/). Com informações, UFMS/CPAN - Letras

         Palestra do Coordenador da CRE-3 (1) e apresentação cultural de alunos da EE Dom Bosco (2):

domingo, 1 de outubro de 2017

ESCRITORA ALCIENE RIBEIRO TERÁ ENCONTRO COM PRÉ-VESTIBULANDOS DA EE JOMAP

Entre suas atividades no 9º Seminário do Grupo de Pesquisa Literatura e Vida, GPLV, a escritora Alciene Ribeiro terá um encontro com os alunos do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Professor João Magiano Pinto (JOMAP). Todos os pré- vestibulandos da JOMAP lerão ao menos dois contos de Alciene, “Lagarta atrevida, borboleta e vida” e “Vinte anos de amélia”, além de, livremente, outros textos da escritora disponíveis em < http://gpalcieneribeiro.blogspot.com.br/p/e-books.html >.
A atividade – no encontro – prevê um momento inicial, de responsabilidade do GPLV, para em seguida os alunos dialogarem com a escritora, fazendo perguntas sobre os textos que leram e sobre outras questões relacionadas à obra e mesmo à vida da escritora.
Para o Prof. Rauer, líder do GPLV, “esse é um dos momentos mais importantes de toda a história dos quase oito anos do Grupo, pois sintetiza o encontro da pesquisa universitária com o ensino fundamental. É preciso agradecer, e muito, à escritora, pela disponibilidade em vir a Três Lagoas dialogar com pesquisadores da sua obra e com estudantes, e à CAPES, cujos recursos viabilizam a realização do evento com a participação de convidados externos”.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Simpósio A Escrita Feminina: inscrições abertas

Simpósio A Escrita Feminina:
Inscrições Abertas

Estão abertas as inscrições do Seminário do GPLV: Simpósio A Escrita Feminina, tanto para ouvintes quanto para apresentação de trabalhos. O evento será dos dias 5 de outubro ao dia 7 de outubro, no Câmpus do Pantanal da UFMS, em Corumbá. As comunicações serão no dia 6 de outubro, das 13h às 17h10, em salas do Bloco H.
Veja detalhes na aba local do evento, em < https://simposioescritafeminina.blogspot.com.br/p/local-do-evento.html >
Para se inscrever com apresentação de trabalho, individual ou em coautoria, siga os passos indicados na ficha disponível na aba inscrições, em < https://simposioescritafeminina.blogspot.com.br/p/inscricoes.html >.
É necessário que tenha pronto o resumo do trabalho com cinco palavras-chave e no mínimo 200 palavras (no máximo, 300). Se houver coautoria, é necessário que tenha em mãos o nome completo do co-autor, o RG, o e-mail e a data de nascimento; deve ainda informar a maior titulação acadêmica de cada um dos autores.
Solicitamos que graduandos e mestrandos apresentem trabalho em coautoria com o orientador, considerando-se, claro, que o professor deve participar efetivamente da concepção e da escrita do texto.
Mais detalhes no portal do evento, em < https://simposioescritafeminina.blogspot.com.br/ >.

Qualquer dúvida, por favor, faça contato pelo e-mail < simposioescritafeminina@gmail.com >.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Próxima reunião do GPLV será no dia 02 de setembro


Ficam convocados os integrantes do Grupo de Pesquisa Literatura e Vida, GPLV, e convidados os demais interessados, para reunião do GPLV no dia 02 de setembro, sábado, no Câmpus 1 da UFMS de Três Lagoas, das 8:30h às 11:30h, para discutirem e deliberarem sobre a seguinte pauta: 

1. Informes;

2. Simpósio A escrita feminina, a ser realizado no Câmpus do Pantanal da UFMS, Corumbá, nos dias 05, 06 e 07 de outubro de 2017;

3. 9º Seminário do GPLV, a ser realizado no Câmpus 1 da UFMS de Três Lagoas, nos dias 25, 26 e 27 de outubro de 2017;

4. Debate de textos literários (cada um deve levar sua proposta);  

5. Eventos e publicações.


Três Lagoas, 22 de agosto de 2017.
Rauer Ribeiro Rodrigues/Líder do GPLV
Eunice Prudenciano de Souza/Co-Líder do GPLV


sábado, 12 de agosto de 2017

Escritoras têm evento no Câmpus do Pantanal

UFMS realiza Simpósio sobre Escrita Feminina
Curso de Letras do CPAN e CRE-3 fazem parceria para a atividade

Alciene Ribeiro, uma das autoras no foco do evento.           .
     .
 Organizado pelo Grupo de Pesquisa Literatura e Vida, GPLV, e pela Coordenadoria Regional de Educação de Corumbá, CRE-3, com o objetivo de traçar uma visão de como a voz feminina é representada em poemas, romances, contos, novelas e crônicas de autoria feminina, o Curso de Letras do Câmpus do Pantanal da UFMS realiza, nos dias 5, 6 e 7 de outubro, o Simpósio A Escrita Feminina, que se constitui como Seminário Intermediário do GPLV. O evento contempla discussões sobre autoras brasileiras e de outras nacionalidades, contemporâneas ou não, que abordem os seguintes eixos temáticos: as relações entre gênero, alteridade e poder; a literatura infantil ou a literatura juvenil e relações de gênero; as representações do feminino em narrativas curtas; a enunciação feminina e a identidade feminina; a  violência e o corpo feminino; a  BNCC e a escrita feminina; a literatura de autoria feminina e a representação do feminino em narrativas curtas; a enunciação feminina; as representações do feminino na literatura latino-americana de autoria feminina.
A Carga Horária Total da Ação é de 24 horas: serão seis turnos de atividades na quinta-feira (5/10), tarde e noite; na sexta (6/10) com atividades pela manhã, à tarde e à noite; e no sábado (7/10) com um único turno, pela manhã; cada um desses turnos desenvolverá quatro horas de atividades.
Os coordenadores deste Seminário de Pesquisa do GPLV: Simpósio A Escrita Feminina são os professores Rauer Ribeiro Rodrigues, docente da UFMS e Líder do GPLV, Pedro Rodrigues de Miranda, da CRE-3, e Luciene Lemos de Campos, também da CRE-3. As equipes de apoio serão formadas por alunos das duas habilitações em Letras do CPAN, por membros do GPLV e por membros da CRE-3.
O evento oferecerá palestras sobre o tema por especialistas convidados, sessões de comunicação para estudos em andamento por graduandos, pós-graduandos, egressos e acadêmicos, e oficinas de estratégias em sala de aula sobre os eixos temáticos propostos.
O Simpósio está aberto para a participação dos professores das redes de ensino de Corumbá e Ladário, para egressos dos cursos de Letras e de outras habilitações, para pós-graduandos e acadêmicos em geral.
Imersos na clave da escrita feminina, pretende-se discutir literatura, educação, feminismo, gênero, teoria literária, história, empoderamento etc. Considera-se que, embora o termo “escrita feminina” seja passível de questionamentos teóricos, o estudo da literatura escrita por mulheres, assim como outros recortes possíveis, possibilita a análise e interpretação de grupos que normalmente não compõem o cânone literário, ampliando o registro das possibilidades linguísticas e de representação literária em confronto com o cânone tradicional, de modo a enriquecê-lo, ampliá-lo ou eventualmente o reconfigurá-lo, pelo contraste, por contiguidade ou por nuances observadas.
Além do aspecto historiográfico, intrínseco ao campo literário ou de âmbito geral, o estudo da literatura escrita por mulheres implica em ampliar as vozes sociais que dialogam na polis hoje interconectada. Similares a essa, muitas têm sido e não é de hoje as iniciativas nas grandes universidades brasileiras ou nos centros universitários dos países europeus ou da América do Norte. Em nossa região, tais estudos não têm tradição, embora já tenham ocorrido encontros esporádicos. Esses encontros, todavia, pouco se voltaram para a área da literatura, circunscrevendo-se à história e à educação. Tal carência, tal falta e tal lacuna, por si sós, justificariam a iniciativa. E ela vem ancorada por fatos recentes, no âmbito acadêmico do CPAN e de outros campi da UFMS, que a embasam e lhe dão princípio de solidez e de continuidade: temos já diversos TCCs das habilitações em Letras do CPAN com estudos sobre obras de autoria feminina; temos no Câmpus de Três Lagoas, no âmbito do GPLV, estudos de mestrado e de doutorado sobre escritoras brasileiras; e o GPLV criou seu Laboratório de Acervos Literários, tendo como primeiro material o acervo da escritora mineira Alciene Ribeiro (veja em < http://gpalcieneribeiro.blogspot.com.br/ >).
Acrescente-se que, também na graduação do CPAN, tem havido incremento na leitura de produções femininas. De tal modo que o evento se mostra necessário por não ter precursores e por se inserir em um esforço que ora se desenvolve na pós-graduação e na graduação na UFMS. Por fim, o evento constitui sequência dos seminários organizados pelo GPLV, estando vinculado à dinâmica de estudos e de eventos do Grupo. A equipe organizadora conta, além dos professores Rauer e Luciene, com a Profa. Eunice Prudenciano de Souza (GPLV); a Mestranda Érica Oliveira Gonçalves (Profletras UEMS CG); a Mestranda Nathalia Soares Fontes (Educação CPAN / UFMS); a Mestranda Natália Tano Portela (Letras CPTL/UFMS); e o Prof. Drndo Pedro Rodrigues Miranda (CRE-3 / SED-MS). Participam ainda da equipe organizadora outros integrantes do GPLV, tais como a mestre Juliana Claudia Teixeira Borges Gomes Amorim e os doutorandos Maisa Barbosa da Silva Cordeiro, Ronaldo Vinagre Franjotti e Marcos Rogério Heck Dorneles, além de professores formadores da CRE-3.
Falando sobre as motivações pessoais para propor o evento, a Profa Luciene comentou: "Muitas pesquisas realizadas no âmbito da Crítica Feminista, desde os anos 1980 no Brasil, apontam para a reescritura de trajetórias, imagens e desejos femininos. A noção de representação, nesse sentido, se afasta de sua concepção hegemônica, para significar o ato de conferir representatividade à diversidade de percepções sociais, mais especificamente, de identidades femininas antipatriarcais. Esperamos que as palestras, as comunicações e as demais atividades evidenciem isso".
Eis o calendário das atividades:
                
Dia:
Atividade:
Local:
CPAN, Unidade 1
29/8/2017 a
4/9/2017
Inscrições. Também poderão ser feitas pela internet, em: <http://seminariogplv.blogspot.com.br/ >.
Das 9h às 12h e das 18h às 20h.
Sala H-217
ou
Sala H-219
5/10/2017
15h-18h
Exposição e avaliação de painéis.
Saguão do Térreo do Bloco H
5/10/2017
19h
Abertura do evento:
Palestras com professores convidados.
Anfiteatro Salomão Baruki
6/10/2017
7h-11h10
Minicursos e Oficinas.
Salas do Bloco H
6/10/2017
13h- 17h10
Sessões de Comunicações individuais.
Salas do Bloco H
6/10/2017
18h30-22h40
Mesas-redondas com professores convidados.
Anfiteatro Salomão Baruki
7/10/2017
8h30-12h40
Apresentação e debate de projetos programados.
Salas da Unidade 2 do CPAN


Para mais informações, contactar:

Prof. Rauer Ribeiro Rodrigues – rauer.rauer@gmail.com.

Doutor em Estudos Literários pela UNESP de Araraquara, com pós-doutorado em Literatura Comparada na UERJ; Professor de Literatura Brasileira na UFMS, no Câmpus do Pantanal, em Corumbá, no PROFLETRAS do CPTL/UFMS  e no PPG-Letras Mestrado e Doutorado da UFMS de Três Lagoas; líder do GPLV - Grupo de Pesquisa Literatura e Vida; tem sete livros de ficção publicados.

                       GPLV:        < dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5157682035403302 >

---